Outros Caminhos - Parte I

by The Outside Dog

/
  • Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

     name your price

     

1.
03:44
2.
3.
04:22
4.

credits

released 13 March 2013

Produzido, gravado e mixado por Zeca Leme - BTG Studio
Masterizado por Ricardo Mosca
Engenheiro assistente: Rafael Lopes
Letras de Pedro Gama e Rafael Elfe
Todos os arranjos por The Outside Dog
Direção de arte de Ciro Jarjura

theoutsidedog.com
facebook.com/theoutsidedog
theoutsidedog@gmail.com

The Outside Dog: Pedro Gama (voz e violão) Rafael Elfe (voz, violão e banjo), André Sanches (baixo acústico e elétrico), Ciro Jarjura (harmônica) e Mateus Polati (bateria e percussão)

Participação especial: Bruno Peretti (guitarra em "Dias de Chuva") e Bruno Orefice (acordeon em "Esperança")

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

The Outside Dog São Paulo, Brazil

Nascido em 2011 com o homônimo álbum de estréia "The Outside Dog", o quinteto paulistano composto por Pedro Gama, Rafael Elfe, André Sanches, Ciro Jarjura e Mateus Polati começa uma nova fase apostando naquilo que sabe fazer de melhor: Um Folk-Rock calibrado com muito Blues e Rock'nd Roll, letras autorais e a atitude elétrica nos palcos que não deixa ninguém parado! ... more

contact / help

Contact The Outside Dog

Download help

Shipping and returns

Redeem download codes

Track Name: Contramão
O dia mal começa, mas eu não tenho pressa
Nunca vou perder o que não tenho
E essa velha história, de viver atrás das horas
E se julgam bem a frente do seu tempo
De baixo dessa capa, escondem a verdade
Se é que algum dia a tiverem
Temem só aqueles, que fogem do modelo
Que sempre julgam como verdadeiro

Eu não compro o que vendem
Eu não creio no que creem
Eu não caio nessa história que foi tudo em vão
De que estou na contramão

De longe é maravilha, de perto a fantasia
Só enxergam aquilo que tem preço
O passo vai pra frente, mas parada está a mente
Que há tempos deixou de trabalhar
Se muito já é pouco, eu que sou o louco
De não querer ir abordo desse trem
Nada é o bastante, querem sempre o distante
É se esquecem o que cresce bem aqui

Eu não compro o que vendem
Eu não creio no que creem
Eu não caio nessa história que foi tudo em vão
De que estou na contramão
Track Name: Dias de Chuva
Quando tento fechar meus olhos
Você me aparece aqui
E se tento fugir
Vejo que não há caminhos pra seguir

Porque quando a chuva cai
Teu sorriso me faz lembrar que estou sozinho
E nada mais pode apagar os nosso os dias de chuva

Sem você aqui
A vida é mesmo um longo dia de chuva
E quando o sol voltar
Espero que não seja por um dia
Track Name: Esperança
Hoje é mais um dia tão igual a muitos outros
Mas há algo em minha vida que se nega a acreditar
Pois não se mede aquele tempo,
Em que a busca do seu sonho começou

Nada é diferente se não vejo que mudar
Estive tão ausente procurando a direção
Que me leve pra bem longe
Para um caminho que me impeça de voltar

Eu busco a explicação
Do porque você se foi
Deixando a solidão em seu lugar

Esperança não me iluda nunca mais
Apareça mais um dia que eu volto pra você
Esperança só não fuja com meus sonhos
Se preciso eu vou ser, o último a morrer

Os olhos que te olham já tiveram o sofrimento
Dos dias maltratados que recaem sobre nós
Que calejam todo corpo,
E a alma tanto tempo e sem dó

Mas nada eu seria se não fosse a cicatriz
Que me lembra a cada dia contra o que devo lutar
Então faça a nova história,
Sem os erros dos quais já foi o alvo

Eu busco a explicação
Do porque você se foi
Deixando a solidão em seu lugar

Esperança não me iluda nunca mais
Apareça mais um dia que eu volto pra você
Esperança só não fuja com meus sonhos
Se preciso eu vou ser, o último a morrer

Inspire a criação,
E crie a condição de ser maior
Track Name: É Preciso Lutar
O corpo cansado
Com meus pés feridos
Nas minhas botas, o meu caminho
Estradas sem volta
Lembranças do asfalto
As pedras rolam ladeira abaixo

Homens sem rumo
Sem nenhum sacrifício
Que temem a morte e o seu destino
Derrota em vista
Imploram desculpas
E perdem em si a própria luta

É preciso sangrar, se quer mesmo vencer

Não perca seu tempo
Me fazendo entender
Que a vida não foi fácil pra você
Como muitos outros
Uma chance apenas
Contra tudo e contra todos é nossa sentença

Eu não consigo
A todos enganar
E dizer que tenho orgulho desse seu lugar
O que eu não aguento
É te ver sofrer
Reclamando que fez mais do que podia fazer

É preciso lutar, pra vida que quer viver

São tantos assim que não acredito
E dar desculpas é sempre o caminho
Em vez de fazer todo o resto acontecer

Meu velho pai quem me disse
Os homens mudaram assim como os dias
Eu tento esquecer mas sei que não consigo

Se tiver que lutar, que seja pra vencer